Alta Performance Desportiva – Aplicação em Organizações Brilhantes

‘Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com os nossos pensamentos. Com os nossos pensamentos fazemos o nosso mundo’.

No desporto como na vida, acredito, que uma das fórmulas mais eficaz para quem quer alcançar o sucesso (seja lá o que for que isso signifique para a pessoa), passa pela melhoria contínua e constante, das próprias capacidades, das competências, das aptidões… do seu ‘mundo’.

Os japoneses, têm um termo, pouco traduzível por palavras para outra língua (kaizen), muito utilizado nas mais variadas áreas, desde as relações pessoais, ao meio empresarial, que, quando aplicado no desporto e nas instituições em geral, faz todo o sentido, face aos resultados que se quer alcançar! Kaizen, significa literalmente – melhoria contínua – e tem a sua base de sustentação no principio da melhoria gradual, das melhorias simples.

Este é um conceito aplicado pelo Dr. W. Edward Deming, técnico americano de controlo de qualidade, na revolução industrial japonesa do pós guerra e que, de facto, operou uma mudança de tal forma significativa no ‘modus operandi’ instalado, que permitiu ao Japão, de uma forma consistente tornar-se em poucos anos uma das maiores potências económicas do mundo.

Esta nova filosofia, de alguém ligado ao controle de qualidade, pode leva-lo a pensar que se trata do controlo de qualidade físico, o que na verdade não corresponde à realidade do processo. A informação passada por Deming aos japoneses consistia no seguinte: um empenho constante e incessante para aumentar, de forma sistemática, a qualidade dos produtos, todos os dias e em todas as variáveis do mesmo, alavancará a curto, médio e longo prazo, um total domínio do mercado. E mais: esse aumento de qualidade, não passa apenas por cumprir um determinado padrão, sim por um processo dinâmico de melhoria constante.

Aplicado na área desportiva, este conceito permitiu a um dos técnicos de basquetebol mais bem sucedido dos EUA, Pat Riley, (anos 80) revitalizar a equipa dos Los Angeles Lakers, recuperando em 1987 o título de campeão.

Pat Riley utilizou nessa época, e nas posteriores, uma estratégia completamente nova nos anais do basquetebol americano, que passava por ‘convencer/influenciar’ os jogadores a aumentarem em um por cento a sua qualidade de jogo em relação ao melhor que, individualmente já tinham conseguido.

Parecendo uma melhoria ridiculamente pequena, a verdade é que, aplicada a cada um dos doze jogadores da equipa, nomeadamente no seu desempenho em campo nas diversas componentes do jogo, o esforço combinado se traduziu num aumento de 60 por cento na eficácia coletiva!

O verdadeiro segredo (valor) desta estratégia, reside na capacidade de influência do Líder, para que todos os jogadores (trabalhadores) acreditem, de forma congruente, que é possível e mais do que isso, possam ter a certeza que conseguem melhorar em um por cento as suas performances.

‘A única verdadeira segurança da vida, provém de sabermos que todos os dias melhoramos de alguma forma.’

Ao aplicar, eu próprio, esta filosofia, empenhando-me em melhorar de forma constante e incessante os meus padrões de qualidade de vida, noto claramente que os resultados, são fantásticos.

Assim, tendo como objetivo partilhar de forma simples este conceito, para que todos os que queiram possam usufruir do mesmo, criei uma mnemónica MCI, que traduz na realidade, o conceito exposto. MCI, constitui nada mais nada menos, de que uma “âncora” que cada um pode utilizar à sua maneira, tendo em conta o objetivo do processo – Melhoria Constante e Incessante.

MCI é um princípio que pode utilizar em todos os aspetos da sua vida, acreditando eu que o nível de sucesso que experimentará, será diretamente proporcional ao empenho e ao compromisso com o mesmo. É um processo de melhoria gradual, por mínima que seja, cujos resultados aparecerão mais tarde… ou mais cedo!

MCI é um processo que exige ação e dedicação. Não significa ausência de dificuldades, significa sim, a estreita observância e compreensão do nível em que nos encontramos e a crença de que podemos aceder a um nível ainda mais elevado.

‘Não me preocupo em manter a qualidade da minha vida, porque todos os dias trabalho para a melhorar.’

Na vida pessoal, nos relacionamentos, nos negócios, no desporto, na saúde, nas finanças… como posso promover uma melhoria constante e incessante em cada uma das áreas da minha vida?

Desenha e constrói o teu ‘MCI’, promovendo as acções necessárias ao seu desenvolvimento.

Qual o melhor momento para começar?
AGORA!

António Fidalgo

Certificação Internacional em Sports Coaching
Practitioner PNL
Treinador Nível IV UEFA Pro
Comentador Desportivo RTP e RR

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *