Identificação de Perigos e Avaliação de Riscos

A avaliação de riscos pode ser definida como o processo de avaliar o risco para a saúde e segurança dos trabalhadores, decorrente das circunstâncias em que o perigo ocorre no local de trabalho.

A identificação de perigos e avaliação de riscos é essencial para garantir a segurança das empresas e de todos os seus colaboradores, pois a avaliação dos riscos consiste na análise das situações indesejadas que são potencialmente danosas para a saúde e segurança dos trabalhadores no seu local de trabalho decorrentes das circunstâncias em que o perigo ocorre no trabalho.

A avaliação de riscos tem, assim, por objetivo a implementação eficaz de medidas necessárias para proteger a segurança e a saúde dos trabalhadores. Estas medidas podem ser na ordem da prevenção de riscos profissionais, da informação e formação adequada dos trabalhadores e facultar aos trabalhadores a organização e criação de meios para aplicar tais medidas necessárias.

Para se poder fazer a avaliação aos riscos a que os trabalhadores estão expostos, antes deve-se proceder a uma identificação de perigos existentes nos locais de trabalho de uma organização expostas a tais perigo.

Assim, a identificação de perigos consiste na verificação dos perigos presentes numa dada situação de trabalho e suas possíveis consequências, em termos dos danos sofridos pelos trabalhadores expostos.

Após o processo de identificação de riscos procede-se, então, à avaliação de riscos.

A avaliação dos riscos é um processo que para além de identificar as situações que podem originar danos físicos ou psicológicos nos trabalhadores, avalia a probabilidade de ocorrência de um acidente, devido ao perigo identificado, e avalia as potenciais consequências.

Em suma, o tratamento dos riscos na empresa inicia-se com a identificação dos perigos e dos riscos associados para de seguida os classificar e avaliar.

Assim, possibilita-se então a realização do passo seguinte que consiste na quantificação dos riscos, passando-se depois à implementação de medidas que visem a sua eliminação.

As medidas de segurança podem aplicar-se às ocorrências propriamente ditas ou às suas consequências, caso ocorram.

Quando não é possível a eliminação do risco, este deve ser reduzido e controlado.

Posteriormente, estes riscos residuais devem ser avaliados mais tarde, sendo avaliada a possibilidade de reduzir ainda mais tal risco, considerando uma possível nova envolvência.

Assim, implementando as medidas definidas e assegurando a eliminação/redução dos riscos através de avaliações periódicas, é feito o controlo dos riscos da empresa.

Ana Ligeiro

Licenciada em Ciências da Nutrição
Técnica Superior de Segurança no Trabalho

1 Comment

  1. Bruno Nunes

    Verdade ja tenho essa experiencia de ver os riscos analisar tudo antes de começar um trabalho. Estou muito agradecido a formadora Ana ligeiro que me encinou muito do que não tinha conhecimento, pois foi e tem sido bastante util toda aprendizagem. Espero aprender muito mais com a formadora. Um grande abraço sra Ana .do Bruno de coruche tratador do Ercules seu cavalo.

    Reply

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *