Clima Psicossocial ou Organizacional

Riscos Psicossociais

Sendo que o desempenho organizacional é o resultado da combinação dos recursos existentes com a gestão/utilização desses mesmos recursos, para que uma organização alcance bons resultados não basta dispor dos recursos necessários, é preciso que as pessoas que nela trabalham saibam geri-los/utilizá-los (tenham know-how, competência), possam fazê-lo (tenham os meios necessários) e queiram fazê-lo (estejam satisfeitas ou motivadas).

O “querer fazer” manifesta o Clima Psicossocial ou Organizacional e traduz aquilo que as pessoas habitualmente designam por “ambiente de trabalho”, ou seja, a atmosfera psicológica que abrange a relação entre a empresa e os colaboradores. Quando um colaborador “pode fazer”, “sabe fazer” e “quer fazer”, o que sente como resultado é um trabalho que lhe traz satisfação, orgulho e motivação. Mas, quando não quer ou não faz o trabalho, ou fá-lo mal feito; ou ainda, fá-lo bem feito, porém, com má vontade.

É nesta simples explicação que reside a importância deste tema, uma vez que o “querer fazer” pode revelar o grau de satisfação dos Recursos Humanos e boa parte do sucesso ou fracasso das organizações. O Clima Psicossocial ou Organizacional não se manifesta apenas na realização ou na omissão de um trabalho, ele é sentido no ar, e, nesse sentido, tem um forte impacto na Imagem Externa da Empresa.

São vários os Indicadores do Clima Psicossocial, especialmente quando ele está muito bom ou muito mau:

O envolvimento das pessoas com o seu trabalho; o seu tempo médio de permanência na organização; a participação nos eventos promovidos pela empresa; a qualidade e a eficiência do trabalho realizado; a integração de novos colaboradores; a cooperação entre indivíduos ou grupos; os acidentes de trabalho; entre outros.

O instrumento mais utilizado para avaliação do ambiente psicossocial vivido dentro da empresa é a Pesquisa do Clima Organizacional, que geralmente adota a forma de um questionário que se aplica aos colaboradores de uma organização, a fim de verificar o seu grau de satisfação em relação à mesma. A pesquisa procura saber o que pensa, e como age o funcionário em relação a diferentes variáveis que têm impacto no clima organizacional. Entre elas podemos destacar:

O trabalho em si; Supervisão e Disciplina; Relacionamento Interpessoal; Estabilidade e Progresso Profissional; Orientação para os Resultados e Objetivos Organizacionais, entre outros.

Será ainda importante atender a algumas considerações na realização desta pesquisa. Os questionários podem ser aplicados a todos os colaboradores ou a uma amostra deles. Não devem ser administrados pelas chefias imediatas e as respostas devem ser anónimas. Por último, os resultados devem ser sempre comunicados e perante os problemas identificados, é importante proceder, tanto quanto possível, à sua retificação. Só assim, poderemos obter resultados efetivos desta auscultação.

Ana Rita Júlio

Licenciada em Psicologia
Mestrado em Psicologia Pedagógica

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *